Amigo homem

by - 00:27

Há quem não acredite na amizade genuína entre um homem e uma mulher, como se o primeiro sempre tivesse um desejo sexual incontrolável e a segunda uma mania horrível de ter que sempre seduzir o sexo oposto. Eu não. Eu acredito muito que entre homens e mulheres pode haver sim um sentimento fraterno e sincero que não tem nada a ver com atração sexual. E não to falando de ter um amigo gay, to falando de ter um amigo hétero mesmo. Tenho alguns bons amigos homens, mas bem menos do que eu gostaria. Ja trabalhei numa agência numa época em que eu era a única fêmea do recinto e nunca tive nada com meus colegas que não fosse amizade e parceria. Sempre me respeitaram muito, sempre me ajudaram e muito me divertiram. Bons tempos aqueles.

Me dou bem com o sexo masculino, gosto da maneira simples e quase sempre bem humorada com que olham pra vida e resolvem suas equações cotidianas. Enquanto nós, mulheres, enlouquecemos por coisas absurdamente banais, como uma unha lascada ou um fio de cabelo fora do lugar, os homens só perdem o sono quando o assunto é mesmo muito sério. Enquanto mulheres levam tudo ao pé da letra e perdem tempo e neurônios analisando tudo o que está ao seu redor, homens nem se dão ao trabalho de considerar. Eles não vão tão longe. Enquanto nós, fêmeas,  temos mil assuntos em pauta todo dia, eles só tem 3: futebol, trabalho e mulher, mas não necessariamente nessa ordem. Homens tem o poder do esquecimento instantâneo, mulheres tem o dom de armazenar esqueletos no closet. Homens vão direto ao ponto sem muita filosofia; mulheres dão a volta ao mundo antes de chegar na esquina sempre guiadas pelos astros, pelas cartas do tarô ou pelos livros de auto ajuda. Homem é prática, mulher é teoria.

Dia desses tava encucada e aflita com um casinho que tava tendo. As atitudes do cidadão tavam me dando um nó na cabeça, me confundindo, e aquilo tava me fazendo mal. Normalmente nessas ocasiões costumo conversar comigo mesma e chegar a uma solução, sem necessariamente precisar pedir conselhos alheios. Mas naquele dia não tava conseguindo. Meu eu interno tava confuso, não me dizia coisa com coisa. E achei que precisava de uma ajudinha masculina pra dar fim àquele sofrimento. Uma amiga mulher – e tenho várias e ótimas – ajuda, mas não atira a real nua e crua na cara da gente. Só um homem é capaz de fazer isso e ainda dar risada do nosso drama sem que fiquemos chateadas.

E foi então que resolvi recorrer a um amigo homem, porque sabia que ele ia me dizer exatamente as coisas que eu precisava ouvir, não as que eu gostaria. Eu sabia que ele não ia tapar o sol com a peneira, não ia colocar panos quentes e dourar a pílula. E foi exatamente o que ele fez. Contei o caso, fiz minhas reclamações e ressalvas e meu amigo ouviu tudo atentamente e calado. Quando terminei a lamúria e passei a palavra pra ele, tomei uma saraivada de verdades que eu ja sabia, mas que escondia de mim mesma e jamais tinha ouvido de outro alguém. Ele me desarmou, me questionou, me deu a real e ainda, é claro, riu da minha cara. Amei!


Fui dormir aliviada, tranquila, desencanada e rindo de mim mesma. Muito melhor do que ficar ou namorar com um homem, é ser amiga dele.

Veja mais Posts

0 comentários