Ódio a agosto

by - 21:50

Morando no sul do Brasil onde faz frio de meados de maio a meados de setembro, sou uma pessoa que sofre porque odeio o inverno como todos os que me conhecem estão carecas de saber. E concluí neste final de semana que odeio em especial o mês de agosto. Eis as razões e o meu ódio destilado em palavras pelo mês oito.

Agosto está para o calendário anual como o chuchu está para os legumes. Nada contra os azarados que nasceram em agosto porque afinal de contas os coitados não tem culpa, mas este mês não tem serventia alguma, não presta pra nada. Depois de estar passando frio há 3 meses, de não aguentar mais viver enroupada feito uma múmia e finalmente conseguir enxergar setembro e sua primavera logo ali, tem agosto perdido no meio do caminho. Agosto é a última escala de um longo e cansativo voo rumo ao paraíso. É aquele que não chega nunca, que demora, que nos tortura só mais um pouquinho como se até então não tivesse sido suficiente. Consigo ver inclusive agosto rindo da nossa cara, debochado que é.

E vejam como esse mundo é mesmo muito injusto: fevereiro, o mês do carnaval, da praia, das férias, do dolce far niente, tem apenas 28 míseros dias. De 4 em 4 anos ganhamos um bônus e fevereiro fica com 29, mais ou menos o mesmo que acontece com o nosso salário quando recebemos um aumento de 4% e nos achamos o máximo por isso. E agosto, essa desgraça de mês inútil, tem 30 longos dias pra prolongar o nosso sofrimento, pra encolher o nosso corpo de frio, pra nos fazer querer ficar em casa hibernando tal e qual fazem os ursos pardos no inverno do Canadá. 

Na próxima onda de protestos que invadirem o Brasil, ja sei qual vai ser a minha causa:  vou lutar pra que tirem 2 dias de agosto e passem pra fevereiro. Vou pra rua me esganiçar pelo direito de ter mais tempo de verão e menos desse frio desgraçado.


Quem vem comigo?

Veja mais Posts

1 comentários

  1. Lamento informar-lhe, mas você esqueceu que, para seu infortúnio, há mais um dia em agosto. O dito tem 31 dias e não 30, portanto, aproveite esse dia a mais, hahahaha.

    ResponderExcluir