O pouco que a vida requer

by - 23:28


Histórias como a desses dois senhores me fascinam, me deixam com uma pontinha de inveja e me fazem pensar mais e mais se de fato vale à pena viver nessa loucura de vida que a gente costuma viver. 

Pra que mesmo a gente perde horas diárias no trânsito caótico da cidade grande? Pra que mesmo a gente se enfia em ternos, gravatas, saias e saltos altos? Por que mesmo a gente precisa trabalhar feito condenados, pra ganhar rios de dinheiro que irão nos permitir comprar o que mesmo? Mais um Iphone? Mais um computador? Mais um par de sapatos? Mais uma bolsa, uma camiseta, um carro, uma casa, um vinho caro, um jantar? Pra que mesmo que a gente precisa disso tudo? O nosso sonho maior não é passar o resto da vida naquela casa onde costumamos passar as férias, vivendo com pouco e sendo muito mais felizes assim? Não é isso o que a gente pensa quando larga as malas em cima da cama depois de horas e horas de estrada, quando finalmente conseguimos chegar naquela prainha aconchegante, e abre as janelas do quarto que dão de cara pro mar? Então por que é que a gente continua a se stressar nos escritórios, nas avenidas, nos shoppings lotados? Por que é que a gente não consegue largar tudo, pedir demissão do emprego chato, botar a grana da rescisão no bolso e comprar logo aquela casinha pequena, mas cheia de pequenos e simples luxos, na beira da praia ou no topo da montanha e viver la, comendo aquilo que planta ou que pesca?

Não sei a resposta, mas sigo em busca dela. O dia que eu a encontrar, pode ser que largue tudo e vá viver no meio do mato ou na beira da praia, ainda não decidi.

Veja mais Posts

0 comentários