Independência ou morte. Mas por favor, paga a pipoca.

by - 04:19


Desde muito cedo meus pais me incentivaram a ter meu próprio dinheiro e não depender de ninguém pra pagar as minhas contas ou comprar um pacote de absorventes que fosse. Fui emancipada com 17 anos pra poder ser dona de um negócio.  E tendo crescido com essa ideia fixa de independência financeira na cabeça, sempre achei estranho esse papo de que o homem é quem tem que pagar tudo pra mulher. De onde tiraram isso? Na minha casa nunca foi assim. Óbvio que meu pai pagava bastante coisa pra minha mãe, mas na maior parte do tempo eles rachavam a conta.  E olha que naquela época o salário da minha mãe nem se comparava ao salário do meu pai porque ele ganhava mais. Hoje em dia é bem comum vermos exatamente o contrário.


E o que é que as coitadas das pipocas tem a ver com isso?

Eu explico. Tempo atrás contei aqui a história de uma conhecida que depois de mais de 1 ano sem namorar ninguém, conheceu um cara legal e tava desenrolando uma história com ele. Essa moça é bem sucedida, independente, ganha um salário legal, tem casa própria, carro próprio e há muito não depende mais do papai pra pagar suas despesas. É uma mulher independente e não só no sentido financeiro, mas no sentido emocional também. Porém, ela ainda acredita que o homem é quem deve pagar tudo pra uma mulher sempre. E me contou que foi ao cinema com o tal carinha e que combinaram que ele compraria os ingressos e ela pagaria as pipocas. Veja bem, eles COMBINARAM que ELE pagaria os ingressos e ELA, a pipoca. Ela me disse que ficou um pouco aborrecida com o rapaz porque quando chegaram ao cinema, ele deixou MESMO que ela pagasse pelas pipocas. Não entendi: "mas vocês não tinham combinado justamente isso, que ele compraria os ingressos e tu as pipocas"? "Sim", ela respondeu, "mas achei que ele deveria ter pago pelas pipocas, afinal de contas, ele ja tinha gasto R$ 40,00 nos ingressos, o que ia custar gastar mais R$ 15,00 nas pipocas"? Oi? Ãh? Como assim? Será que eu perdi alguma parte da história?


Hum.... não to "inteindeindo"

Em pleno século XXI, quase ano de 2013, as mulheres dominando o mercado de trabalho, competindo  de igual pra igual com os homens (e muitas vezes levando a melhor), aplicando dinheiro na bolsa, recebendo lucros, comandando empresas, governando países, gastando rios de dinheiro em sapatos de sola vermelha, bolsas com nome de cantoras e esmaltes de 3 dígitos, e se achando ofendidas quando um cara não se oferece a pagar a pipoca no cinema?!?!  Elas querem tomar a iniciativa, querem ler livros eróticos sem ter que esconder a capa, querem dominar ao invés de serem dominadas, querem ser livres, autônomas, independentes. Mas ainda se ofendem se o cara não paga a pipoca no cinema. Que retrocesso é esse, minha amiga? Acho que ta na hora de você rever os seus conceitos e alinhar o seu discurso de independência ou morte com a sua prática. 




Eu sou uma mulher moderna que usa sapato Louboutin e lê Cinquenta Tons de Cinza no avião lotado, mas não racho a despesa da pipoca com o macho nem à pau!

Ou então, ja sabe: vai ficar pra titia.

Veja mais Posts

0 comentários