Tem, mas ta em falta

by - 08:45

Impressionante o despreparo de alguns comércios pra atender e receber clientes. Vou contar duas passagens recentes pra ilustrar o que eu to dizendo.
A primeira delas aconteceu domingo passado. Fui com duas amigas bater um papo e tomar um café num estabelecimento super simpático na rua Fernandes Vieira, bairro Bonfim em Porto Alegre. O nome do simpático lugar é Café Cantante. O lugar é bem pequeno, mas bem charmosinho. Chegamos, sentamos numa mesinha na rua e vários minutos depois e sem sermos atendidas, resolvemos ir atrás do cardápio. O garçom, que não tinha mais do que 24 anos e parecia chapado, mandou que a gente pegasse o menu em cima do balcão. Pedi um pão de queijo, mas não tinha. Uma das amigas pediu uma outra coisa que também não tinha. Ok, nos contentamos com o que a casa oferecia: capuccino, chocolate quente e uma torta salgada. Passado um tempo que tínhamos feito o pedido, o garçonzinho chapado vem nos perguntar se ja havíamos sido atendidas. Fala sério, né? Por sorte tudo veio certo e as coisas eram boas, mas nunca mais volto lá.
Hoje a tarde com uma outra amiga, resolvemos ir tomar um café e comer um croissant na Carina Barlet do Menino Deus. Qual não foi nossa surpresa quando chegamos ao lugar e percebemos que ele não se chama mais Carina Barlet e nem vende as delícias que ela fazia. Mesmo assim, resolvemos encarar. Do cardápio escolhi um chocolate quente e um croissant sem recheio. Adivinhem? Não tinha chocolate quente e nem croissant sem recheio. Pedi então um capuccino italiano com chantilly, mas a garçonete disse que não podia colocar chantilly no capuccino italiano, só no capuccino brasileiro. Perguntei por que, e ela respondeu que não podia alterar a receita. Peraí, não pedi pra mudar a receita e trocar o leite por outra coisa, só pedi que adicionassem o chantilly por cima quando o café ja estivesse finalizado. Não pode foi o que eu ouvi. Tive que me contentar com um capuccino aguado e com gosto de nada, além de 2 pães de queijo descaradamente requentados no microondas (detesto comida de microondas). Pra fechar resolvi pedir um croissant de chocolate (esse tinha) e ele tinha gosto de pão velho e tava duro.
Vem cá, por que é que as pessoas abrem um negócio, investem tempo e dinheiro, colocam mil coisas no cardápio que nunca tem pra oferecer os clientes? Como é que sobrevivem essas empresas trabalhando desse jeito? Não consigo entender isso.
Fica então a dica pra você não ir:
Café Cantante da Fernandes Vieira e Ex-Carina Barlet do Menino Deus.

Veja mais Posts

0 comentários